segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Livros


Sugestões


7527 - JJose - 20/Jun/2009 19:06
Memórias de um operador da bolsa - Edwin Lefévre - editora campus
Os axiomas de zurique - Max Gunther - Edit. Record
O investidor inteligente - Benjamin Graham - edit. nova fronteira
O Tao de Warren Buffet - edit. sextante
Análise técnica de ações - Carlos Alberto Debastiani - edit. novatec.


Investindo em small caps

168892 - edbmsev -  24 Fev 2013, 22:40
Estava lendo o livro do small (muito bom por sinal) e no final ele analisa alguns cases.

Duas empresas em particular me chamaram a atenção: Tekno e Pettenati.

No caso de Tekno, o ingresso da CSN no segmento de pré-pintados parece ter provocado uma década perdida para a empresa, pois o lucro atual é quase idêntico ao de 2003. Ela tem buscado diversificar suas operações mas, aparentemente, sem grande sucesso até o momento. Um aspecto positivo é que tem muito caixa para inovar sua operação. No momento, tem DY elevadíssimo, mas grande parte do lucro é proveniente de receitas financeiras e não da atividade operacional da empresa.

Já Pettenati, era uma promessa de lucros crescentes com a construção da planta em El Salvador mas, aparentemente, não vingou. A dívida disparou com a instalação da fábrica mas os resultados não vieram até o momento. No setor têxtil, desconsiderando aquelas que também atuam no varejo, acho que só se salva Santanense. Vicunha é um caso a ser monitorado. Coteminas é a eterna promessa, vamos ver se deslancha com as lojas da Artex e da M Martan (sempre vazias).

165553 - 17andre -  03 Fev 2013, 15:28
O livro “Investindo em small caps”, escrito por Anderson Lueders, é uma excelente obra, não apenas para quem quer conhecer mais sobre as small caps, mas também para quem deseja aprender mais sobre análise fundamentalista e, especialmente, investimento em valor. Conhecido nos fóruns de investimento como small caps, o autor, que como eu é graduado em direito, se especializou no nicho das small caps – uma escolha excelente, já que essas ações, no longo prazo, apresentam grandes possibilidades de ganhos.

Nas palavras do próprio Lueders:

Garimpar pelas small caps é como a busca de grandes tesouros a serem descobertos, de empresas que poderão no futuro ditar o rumo do mercado. Isso porque, assim como muitas empresas que eram blue chips no passado deixaram de sê-lo atualmente, outras empresas que eram small caps hoje são blue chips. Logo, o mercado é dinâmico, e entender isso é fundamental para acompanhar as possibilidades futuras de valorização de ativos. Os setores de maior destaque também mudam. Por que então esperar até virar uma grande empresa se você pode comprar por menos de 10% do preço que custará quando isso acontecer?
Esta é a grande pergunta que orienta o restante da obra. Que as small caps têm melhores chances de darem maiores resultados ao longo do tempo não é segredo para ninguém. Mas como compreender a dinâmica das small caps e tirar proveito delas?

O propósito da obra é tentar dar ao leitor um “mapa da mina” com os principais elementos a serem observados para investir em empresas menores. Mas o livro é muito mais do que isso; é um verdadeiro manual de investimento em ações – small caps, mid caps ou blue chips. Embora várias das lições sejam específicas para o universo das small caps, muito do que é ensinado também se aplica a outras ações. O primeiro capítulo, por exemplo, é uma grande lição sobre o investimento em ações – o autor aborda desde aspectos mais básicos de educação financeira e de organização financeira para investir nesse mercado até aspectos mais avançados, como a discussão sobre a ineficiência do mercado na precificação de ativos, o que abre a oportunidade para investimentos lucrativos em ações. O sétimo capítulo também se dedica a alguns aspectos comportamentais mais gerais, abordando-se os comportamentos positivos e negativos do investidor – paciência, disciplina e busca por conhecimento, como busco ensinar aqui no blog, são destacados como virtudes importantes para um bom investidor.

Os próximos capítulos buscam ensinar a análise dos fundamentos de uma empresa. No segundo capítulo, Lueders explica, com linguagem acessível, alguns dos indicadores fundamentalistas mais úteis para a avaliação de uma empresa. No terceiro, Lueders ensina como avaliar os balanços de uma empresa – onde buscar as informações e avaliar aspectos tangíveis e intangíveis do balanço. No quinto capítulo, Lueders define o risco e ensina algumas estratégias para minimizá-los – e a principal, como não poderia deixar de ser, é a definição da margem de segurança da empresa, que deve orientar a definição dos patamares de compra e venda de um ativo. O sexto capítulo, por sua vez, se dedica a ensinar os momentos de compra e de venda de ações. No último capítulo, Lueders traça alguns estudos de caso a partir de investimentos concretos e bem sucedidos que ele próprio fez nas empresas Pettenati, Tekno e Minupar.

De minha parte, considero o livro uma das grandes jóias entre os livros nacionais. Ao contrário da maioria dos livros nacionais, que normalmente, na busca por uma linguagem mais acessível, acabam se tornando superficiais demais. Não é o caso de Investindo em small caps, que adota linguagem clara para o investidor iniciante, mas sem deixar de lado a profundidade no conteúdo, queé instrutivo mesmo para investidores mais experientes. Além disso, os principais conceitos do investimento em valor são abordados, tornando o livro também uma boa obra de referência para o dia-a-dia.

É uma obra que todo investidor brasileiro deveria ter em sua estante.

Investindo em ações a longo prazo

7516 - floripasempre - 20/Jun/2009 17:02
citação: rfalvaresalguem tem dica para algum livro?
nao vale o do small, porque ja li algumas vezes...
Tem um na mesma linha......"investimento em Valor" Christopher H. Browne Edit.

7479 - rfalvares - 20/Jun/2009 14:53
Estou lendo o livro "investindo em ações a longo prazo" e vi que historicamente nao há como não investir em açoes. A margem de segurança destas a partir de 5 anos, na média, é infinitamente melhor que a renda fixa. Detenho 95% do meu capital aplicado em boas companhias atualmente. Com a selic anterior era menos.
Outro ponto levantado pelo autor é que as bolsas geralmente fazem seu fundo, na média, 6 meses antes da recuperação economica. Elas detém seu pico há 3-4 meses antes dos impactos da crise. Conclusão: não há como acertar! A técnica do "Buy and Hold" traz retornos quase que semelhantes a aqueles que tentam acertar quando o mercado vai derreter.
A proposito, small ou amigos foristas, as margens da le Lis Blanc cairam um pouco. Será que ela conseguira aumenta-las.

Joel Greenblat

20058 - danielbehar - 08/Nov/2009 21:39
De início, ressalto que estou apenas engatinhando nesse complexo universo da Análise Fundamentalista. Falta muito para que eu possa me ombrear ao colegas Small e Prof_Paulo.
Sou simpatizante do método de Greenblat, mas na minha opinião ele serve apenas como ponto de partida. Feita a triagem, faz-se mister analisar com bastante cuidado o balanço, o DRE e o relatório da administração, pois fatores não-recorrentes podem gerar algumas distorções (vg. alienações, questões tributárias, decisões judiciais, efeitos cambiais, fatores sazonais e etc)
Além de EV/EBIT e ROIC, eu gosto de analisar o seguinte TRIPÉ: P/L - PSR - P/VPA. Como gosto de ativos que geram um fluxo de caixa constante, na minha triagem o DY também tem um peso importante.
Insta notar, ademais, que ao usar apenas o EV/EBIT e ROIC, você acaba excluindo os BANCOS da sua triagem. Tente refazer o seu exercício, mas combinando os seguintes indicadores: P/L - P/VPA - ROE.
Como você mesmo notou, é complicado usar os mesmos indicadores para comparar empresas de setores distintos (exemplo: empresas de saneamento não costumam apresentar ROE elevado). Dessa forma, ao analisar determinada empresa é de fundamental importância cotejar seus indicadores com o dos seus pares de setor.
Por fim, não diria que existe pegadinha na fórmula, mas é importante que o investidor tenha consciência de que não existe método mágico ou milagroso. Importante acompanhar as discussões entabuladas aqui no tópico, mas nada pode substituir as suas próprias Investindo em Opções

20042 - ceoo - 08/Nov/2009 20:21
Estou terminando o livro do Joel Greenblat(acho que todos já conhecem o método) onde propõe que faça uma tabela periodicamente com as melhores combinações de EV/EBIT e ROIC e compremos trimestralmente as, digamos, 5 primeiras colocadas. As ações compradas hoje devem ser substituídas somente daqui a um ano pelas 5 primeiras colocadas e assim sucessivamente trimestralmente.
O que queria saber de vocês, é:
1- quando eu deveria fazer estas tabelas? pensei numa data após a divulagação de resutados da maioria das empresas e atualização dos dados do fundamentus (porque usarei a base deles) - então pensei em 15 de novembro, 15 de fevereiro, 15 de maio e 15 de agosto. Estou certo nessa escolha?
2- quanto às empresas que encabeçam o ranking, tem algum grupo (ex: siderurgia) que tenho que ficar esperto em algum outro indicador?
3- tem alguma pegadinha que vocês já tenham identificado neste método?
na minha última tabela, os primeiros 10 colocados foram:
CNFB4
MTSA4
FESA4
FESA3
ETER3
GRND3
TRFO4
TKNO4
GETI3
GETI4
nota: eu tive que apelar pra este método porque preciso de tranquilidade para poder estudar e me aprofundar nas AFs. Meu tempo está tão curto que estou tendo dificuldade até pra acompanhar a quantidade de posts que temos aqui. Até filtrei uma galera que só fica postando notícia e um mundo de outras coisas.

Bastter

24872 - k0ss - 09/Jan/2010 17:50
citação: trololoComprei o livro do "Bastter" no mês passado por R$ 34,90 no Submarino, achei-o sensacional. Já estamos fora do "frenesi" dos pregões da semana, gostaria de saber a opinião dos que leram a obra.
Para quem deseja maiores detalhes do livro, seu resumo e comentários de quem comprou, fica aí o link:
http://www.submarino.com.br/produto/1/1953020/investindo+em+opcoes?menuId=1060

O livro é instrutivo e vale a leitura, mas considero o livro do small caps bem mais útil.
Para aplicar a tática do basster vc, NA PRÁTICA, terá que limitar sua carteira a vale, petr e telemar (as únicas cujas opças tem alguma liquidez).
Acho que os riscos não compensam: vc fica dependente demais de commodities, fatores macro diversos, políticas e politicalhas governamentais (até na vale o governo acaba mandando). Outra coisa é que essas ações são estrelas do mercado, então é difícil que elas fiquem MUITO desvalorizadas.
Por fim acho a tática operacional terrível:
1 - vc tem que ficar trepado no hb tentando arbitrar os lançamentos/recompras(uma experiência meio Mito de Sísifo, o espertão aqui já tentou...)
2 - desenvolver habilidades em análise técnica (assumindo que ela funcione, o que em si já é meio macumba)
3 - vencer um monte de robôs programados por geniozinhos que tendem a entrar cada vez mais na Bovespa.
4 - A experiência não é cumulativa e enriquecedora intelectualmente como tende a ser a análise fundamentalista. Vc gasta mais energia buscando padrões que aprendendo. Um fundamentalista, após alguns anos, adquire experiências que o tornam um analista cada vez mais eficaz, cada vez mais rápido e cujas habilidades não ficam limitadas ao ambiente das cotações.
5 - As técnicas de remuneração do investimento do Basster só funcionam com a bolsa em tendência de alta. Aí as quedas ou o andar de lado eventuais facilitam. Mas se a queda for pronunciada, é o caos. Um erro, e por uma remuneração minúscula, sua carteira suada, construída por anos a fio, vai embora, sem que vc nem quisesse realmente liquidá-la. E por um preço ridiculamente baixo, como os da crise de 2008.
6 - Tentar arbitrar a volatilidade, mesmo em uma medida modesta, é desgastante emocionalmente e pode causar um tremendo stress.

24983 - eurico22 - 11/Jan/2010 09:47 
Discordo em gênero, número e grau
Venda coberta é uma maneira extremamente defensiva de se conduzir remuneração de capital.
Faço venda coberta regularmente com um pedaço de minha carteira, apesar de detestar AT. Calculo apenas os juros embutidos, valores intrínseco, extrínseco e tempo, nunca tive que desenhar um gráfico qualquer.

Análise Fundamentalista de José Kobori


151439 - leamm -   09 Out 2012, 13:06
Li o livro Análise fundamentalista de José Kobori e para quem entende muito pouco do assunto recomendo. Todavia, não consigo entender a lógica de se considerar o custo do capital prórprio maior que o de terceiros. Vejo que o risco do investimento do capital próprio é a perda do mesmo e do fluxo de caixa que ele poderia trazer em um investimento "sem risco" e não o valor obtido pela fórmula CAPM. Acho lógico considerar o resultado obtido com a CAPM apenas como a menor rentabilidade a ser aceita pelo risco do investimento e não como custo do capital próprio. O que acham?

151444 - jbegood - 09 Out 2012, 13:24
leamm, não entendi muito bem seu ponto de vista;

o CAPM diz que o retorno esperado é justamente o retorno do investimento "sem risco" somado a um prêmio pelo risco (medido pelo beta)...

eu particularmente, afim de simplificar, prefiro colocar um valor de retorno que eu espero que a empresa me dê - geralmente 15%.

quanto ao custo do capital próprio ser maior, sim pra mim faz sentido. a empresa capta em bancos a taxas menores que a selic hoje, pra exemplificar vamos dizer que a taxa média das dividas da empresa seja de 7,5%.

se eu vou comprar essa empresa, quero que ela me remunere em quanto? qual retorno vai compensar o risco que vou assumir como acionista? no meu caso acho 15% um valor justo... esse é o custo para a empresa de ter o meu dinheiro lá dentro, ela tem que me remunerar, por isso o retorno que eu espero e o custo do capital próprio são "a mesma coisa".

numa estrutura de capital onde 50% da empresa é financiada por dívida e 50% por capital próprio, o custo médio ponderado do capital ficaria assim:

wacc = 50% * 7,5% * (1-34%) + 50% * 15% = 9,98%

(sobre o custo da dívida pode-se aplicar o beneficio fiscal do imposto de renda - que foi essa multiplicação por 1-34%)


espero ter ajudado em alguma coisa!

151474 - leamm - 09 Out 2012, 15:05
As nossas colocações divergem no sequinte ponto extraído da sua resposta: "no meu caso acho 15% um valor justo... esse é o custo para a empresa de ter o meu dinheiro lá dentro". O meu ponto de vista é diferente, entendo que o custo/risco para a empresa ter o meu dinheiro lá dentro é de eu perder o retorno que seria obtido em um ativo sem risco. Claro, para correr esse risco eu o aceito se a rentanbilidade for adequada (por exemplo seus 15%) mas porque considerar o custo do CP os 15% e não o retorno que seria efetivamente obtido em uma aplicação sem risco - que por sinal será inferior ao retorno do capital de terceiros. É isso que eu não consigo entender, consegue me explicar??? 

151538 paulo_prof - 09 Out 2012, 23:30
Quero crer que o "custo" do capital próprio seja a taxa de retorno esperada pelos investidores para realizar um investimento patrimonial na empresa. O custo de capital de terceiros (juros de debêntures, empréstimos, etc.) é (ou pelo menos deveria ser) menor do que esta taxa de retorno.

Por outro lado, em caso de falência, como o acionista é o último a ser remunerado, o seu risco parece ser maior.

Valuation - Como Precificar ações (Alexandre Póvoa)

169651 - RRunner -  27 Fev 2013, 23:39
Não sei, Ugaz.
Ainda não comprei esse livro. Tenho apenas a edição anterior. Atualmente estou lendo os livros do Bastter, sobre opções, para ver se remunero um pouco mais minha carteira.

Tenho a edição anterior também. Achei bem básico, mas admiro o Póvoa.

RRunner, estava pensando em comprar, é muito basico? Nao se compara a um Damodaran? Abraços

169694 - alea9 -  28 Fev 2013, 13:59
uqaz e jiancosta, se for de algum possível auxílio, há nova edição, em 2012, do livro de autoria de Alexandre Póvoa ("Valuation"), citado por uqaz em resposta a jiancosta, inclusive com material complementar na web, e comparando-o com as 2 edições anteriores, dispondo novo conteúdo e abordagem bem interessantes para o cálculo de avaliação de possíveis preços justos (fair value) das ações. 
http://books.google.com.br/books?id=WOujEJDz-qkC&pg=PP5&dq=valuation+como+precificar+ações+2012&hl=pt-BR&sa=X&ei=C18vUevUObHv0QHJ-oHwAg&ved=0CEIQ6AEwAQ Abraços a todos, alea9


Avaliando Empresas Investindo em Ações(Carlos Alberto Debastiani e Felipe Augusto Russo)

169657 - rafnob -  28 Fev 2013, 00:10
Sem querer me meter mas já o fazendo, só uma dica: 
Não comprem o livro: Avaliando Empresas Investindo em Ações, do Carlos Alberto Debastiani e Felipe Augusto Russo.

O livro não é justo. A área útil das páginas impressas é um descaso, eles usam uma área menor das páginas para que o livro pareça ter um tamanho razoável. O livro só serve pra quem quer os termos básicassos, tipo o que é ROE, Liquidez Seca, Fluxo de Caixa. Qualquer busca no google e você lerá coisas muito mais interessantes do que se você o fizesse no livro. Se você for iniciante, não souber nem que o é uma ação, aí sim essa obra tem seus méritos. 

Até o livro Análise Fundamentalista do Jose Kobori (coleção Infomoney) é mais relevante. 

The Most Important Thing ILLUMINATED

169696 - alea9 -  28 Fev 2013, 14:45
Quanto a "filosofias de investimento", considerei bem interessante este livro sobre a filosofia de investimento "value investing" intitulado The Most Important Thing ILLUMINATED, e este "ILLUMINATED" no final do título é devido aos comentários (anotações) de 4 autores e investidores sobre a obra anterior e originalmente publicada com o título de "The Most Important Thing", do autor Howard Marks. http://www.amazon.com.br/Most-Important-Thing-Illuminated-ebook/dp/B007SWH6OQ/ref=sr_1_1?s=digital-text&ie=UTF8&qid=1362061722&sr=1-1 
Sabem que nem há a necessidade de se comprar o Kindle (da 
Amazon) para ler tais livros, basta baixar o programa de leitura no próprio site da Amazon (seja a estadunidense ou a www.amazon.com.br) para diversos sistemas operacionais [Windows, Ubuntu, Apple (Lion), etc.] e ler em seu laptop. Logicamente deve-se comprar a versão desta edição do livro para kindle. Abraços, alea9

Dúvidas dos Foruns do Small Caps

Ações Boas pagadoras de dividendos
Ações de baixa liquidez
After Market
Análise Fundamentalista X Análise Técnica
Aplicações
Aplicação em Small Caps
Daytrade
Diversificação Setorial
Previdência Privada
Provisão de Devedores Duvidosos
PSR
Qual a melhor forma investir na bolsa?
Qual o valor mínimo para começar a investir?
Recomendações
Recompra de Ações
Retirada de Custódia
ROE
Sistemas
Subscrição e Bonificação
Stop
Vencimento de Opções
Venda a Descoberto
Vender com prejuízos
Vender para abater IR ou fazer Preço M
VGV = Valor Geral Vendido
Volume de uma ação
Como minimizar pagamentos de Imposto de Renda



Veja os melhores Comentários do Forum do Small Caps


ABC Brasil (ABCB) Abyara (ABYA) Aços ALtona (EALT)
Aços Vilares (AVIL) Aes Tiete (GETI) Afluente (AFLU)
Agrenco (AGEN) Alfa Financa (CRIV) Alfa Invest (BRIV)
All (ALLL) Alpagartas (ALPA) Ambev (AMBV)
Aracruz (ARCZ) Amazônia (BAZA)
B2W (BTOW) Bahema (BAHI) Banco do Brasil (BBAS)
Banco Indusval (INDL) Banestes (BEES) Battistela (BTLL)
Bardella (BDLL) Barinsul (BRSR) Baumer (BALM)
Bematech (BEMA) Besc (BSCT) BicBanc0 (BICB)
BMFBovespa (BVMF) Brascan Res (BISA) Braskem (BRKM)
Brasmotor (BMTO) BR Brokers (BBRK) BR Malls (BRML)
Bradesco (BBDC) Bradespar (BRAP) BRF (PRGA)
Brookfield (BISA)

Banese (BGIP)
BRB Banco (BSLI)

Brasil Telec (BRTO)
Bombril (BOBR)
Cacique (CIQU) Cambuci (CAMB) CC Des Imob (CCIM)
CCR Rodovias (CCRO) Ceb (CEBR) Cedro (CEDO)
Celesc (CLSC) Celpe (CEPE) Cemig (CMIG)
Cesp (CESP) Chiarelli (CCHI) Cia Hering (HGTX)
Clarion (CLAN)
Coelce (COCE)
Cobrasma (CBMA)
Company (CPNY) Comgás (CGAS) Confab (CNFB)
Contax (CTAX) Copasa (CSMG) Copel (CPLE)
Coteminas (CTNM) Cosan (CSAN) CPFL Energia (CPFE)
CR2 (CRDE) Cremer (CREM) Cyre ON (CCPR)
Cyrela (CYRE)


Cruzeiro do Sul (CRCZ)
CSN (CSNA)


Cetip (CTIP)

CSU Cardsyston (CARD)

Cemar (CMGR)
Daycoval (DAYC) Dimed (PNVL) (Panvel) Dixie Toga(DXTG)
Doc Imbituba (IMBI)

Duratex (DTEX)
Drogasil (DROG) Dufray (DUFB)


Ecodiesel (ECOD) Elekeiroz (ELEK) Elektro (EKTR)
Eletrobras (ELET) Eletropaulo (ELPL) Emae (EMAE)
Embraer (EMBR) Encorpar (ECPR) Energia do Brasil (ENBR)
Energisa (ENGI) Equatorial (EQTL) Estrela (ESTR)
Eternit (ETER) Excelsior (BAUH) Eucatex (EUCA)
Even (EVEN) Eztec (EZTC)
Ferbasa (FESA) Fer Heringer (FHER) Fibam (FBMC)
Forja Taurus (FJTA) Fosfertil (FFTL) Fras Le (FRAS)



Gafisa (GFSA) Gazola (GASO) General Shopping (GSHP)
Gerdau - GGBR Globex (GLOB) Gol (GOLL)
Gp

Investimentos (GPIV)
GPC Part (GPCP) Gradiente (IGBR)
Grazziotin (CGRA) Grendene (GRND) Guarani (ACGU)
Guararapes (GUAR)

Habitasul (HBTS) Haga (HAGA) Helbor (HBOR)
Hercules (HETA) Hotéis Othon (HOOT) Hypermarcas (HYPE)
Ideiasnet (IDNT)
Ienergia (IENG) Iguaçu Café (IGUA)
Iguatemi (IGTA) INDS Romi (ROMI) Inepar (INEP)
Inpar (INPR) Investur (IVTT) Iochpe-Maxion (MYPK)
ItauUnibanco (ITUB)

Irani Cel (RANI)
Itaúsa (ITSA) Itautec (ITEC)


JB Duarte (JBDU) JBS (JBSS) Jereissati (MLFT)
JHSF Part (JHSF) Josapar (JOPA)
Klabin Segall (KSSA)

Klabin (KLBN)
Kepler Weber (KEPL)

Karsten (CTKA)
Kroton (KROT)
Laep (MILK) Le Lis Blanc (LLIS) Light (LIGT)
LLX (LLXL) Localiza (RENT) Log-in (LOGN)
Lojas Americanas (LAME) Lojas Renner (LREN) Lupatech (LUPA)
Magnesita (MAGG) Mangels INDL (MGEL) Marcopolo (POMO)
Marisa (MARI) Marisol (MRSL) Marfrig (MRFG)
M Dias Branco (MDIA) Medial Saúde (MEDI) Mendes Junior (MEND)
Merc Brasil (BMEB) MetalFrio (FRIO) Metal Leve (LEVE)
Metisa (MTSA) MG Poliest (RHDS) Millenium (TIBR)
Minerva (BEEF) Minupar (MNPR) MMX Miner (MMXM)
Mont Aranha (MOAR)

Mundial (MNDL)
MPX Energia (MPXE)

Mutiplus (MPLU)
MRV (MRVE)

Nadir Figueiredo (NAFG) Natura (NATU)

Net (NETC)
Odontoprev (ODPV)

OHL Brasil (OHLB)

OSX Brasil (OSXB)
Pão de Açúcar (PCAR) Paranapanema (PMAM) Par Al Bahia (PEAB)
Paraná (PRBC) Panamericano (BPNM) Petrobras (PETR)
Pettenati (PTNT) Pine - PINE Plascar (PLAS)
Porto Segur0 (PSSA) Positivo (POSI) Profarma (PFRM)
Providência (PRVI)

PortoBello (PTBL)
Pronor (PNOR) Per Manguinnhos (RPMG)
Randon (RAPT) Recrusul (RCSL) Renar (RNAR)
Renner Part (RNPT) Riosulense (RSUL) Rodobens (RDNI)
Rossi Resid (RSID) Redecard (RDCD)
Sabesp (SBSP) Sanepar (SAPR) Sansuy (SNSY)
Santander (SANB) Santanense (CTSA) São Martinho (SMTO)
Saraiva (SLED) Savarg (VAGV) Schlosser (SCLO)
Seb (SEBB) Shulz (SHUL) SLC Agrícola (SLCE)
Sofisa (SFSA) Spring (SGPS) Sulamerica (SULA)
Sultepa (SULT)

São Carlos (SCAR)
Starup (STRP) Suzano Papel (SUZB)
Tectoy (TOYB) Tegma (TGMA) Tekno (TKNO)
Telebras (TELB)
Telemar (TNLP) Telemar NL (TMAR)
Telemig Part (TMCP)
Telesp (TLPP) Tempo (TEMP)
Tenda (TEND) Terna Part (TRNA) Tractebel (TBLE)
Tran Paulist (TRPL) Trafo (TRFO) Trisul (TRIS)
Triunfo Part (TPIS)

Tarpon (TARP)
Tupy (TUPY) Tivit (TVIT)
Ultrapar (UGPA) Unipar (UNIP) UOL (UOLL)
Usiminas (USIM)

Vale (VALE)

Varig (VAGV)
VCP (VCPA) Visanet (VNET)
Weg (WEGE) Wetzel (MWET)

Wiest (WISA)

Whirlpool (WHRL) WLM Ind Com (SGAS)


Yara Fertilizantes (ILMD)



Setores

Alimentos

Autopeças

Água e Saneamento

Bancário

Bebidas


Construção e Engenharia

Consumo e Comércio


Educacional

Elétrico

Embalagens

Financeiros

Fertilizantes


Holding



Industrial e Comércio



Máquinas e Equip

Madeira

Materiais Diversos

Mineração



Papel e Celulose

Petróleo e Gás


Químico



Rodoviário



Saúde

Siderúrgico

Sulcroalcoleiro

Tecnologia e Informática

Telefonia

Têxtil e Calçados

Transporte





Voltar para: Palpites Ações

Forum do Small Caps

CLASSIFICAÇÃO POR CÓDIGOS

ABCB

ABYA

ACGU

AFLU

AGEN

ALLL

ALPA

AMBV

AVIL




BAHI

BALM

BAUH

BBAS

BBDC

BBRK

BDLL

BEEF

BEES

BEMA

BICB

BISA

BMTO

BPNM

BRAP

BRIV

BRKM

BRML

BRSR

BSCT

BTLL

BTOW

BVMF

BMEB

BGIP

BSLI

BOBR

BAZA

BRTO


CAMB

CBMA

CCHI

CCIM

CCPR

CCRO

CEBR

CEDO

CEPE

CESP

CGAS

CGRA

CIQU

CLAN

CLSC

CMIG

CNFB

COCE

CPFE

CPLE

CPNY

CRDE

CREM

CRIV

CSMG

CSNA

CARD

CTAX

CTIP

CTNM

CTSA

CYRE

CRCZ

CTKA

CIEL

CMGR

DAYC

DROG

DUFB

DTEX

DXTG


ECOD

EALT

ECPR

EKTR

ELEK

ELET

ELPL

EMAE

EMBR

ENBR

ENGI

EQTL

ESTR

ETER

EUCA

EVEN

EZTC


FBMC

FESA

FFTL

FHER

FIBR

FJTA

FRAS

FRIO





GASO

GFSA

GETI

GGBR

GLOB

GOLL

GPIV

GPCP

GRND

GSHP

GUAR


HBTS

HAGA

HBOR

HETA

HGTX

HOOT

HYPE






IDNT

IENG

IGBR

IGTA

IGUA

ILMD

IMBI

IMCH

INDL

INEP

INPR

ITEC

ITUB

ITSA

IVTT




JBDU

JBSS

JHSF

JOPA



KSSA

KEPL

KROT

KLBN



LAME

LEVE

LIGT

LLIS

LLXL

LOGN

LREN

LUPA





MAGG

MARI

MDIA

MEDI

MTIG

MTSA

MGEL

MILK

MLFT

MMXM

MNPR

MOAR

MPXE

MRVE

MNDL

MRFG

MRSL

MWET

MYPK

MEND

MPLU




NAFG

NATU

NETC




ODPV

OHLB

OSXB




PCAR

PEAB

PFRM

PINE

PLAS

PMAM

PNOR

PNVL

POMO

POSI

PRBC

PRGA

PRVI

PSSA

PTNT

PTBL



RANI

RAPT

RCSL

RDCD

RDNI

RENT

RHDS

RPMG

RNAR

RNPT

ROMI

RSID

RSUL

SANB

SAPR

SCLO

SEBB

SBSP

SFSA

SGAS

SGPS

SHUL

SLCE

SLED

SMTO

SNSY

STRP

SULA

SULT

SUZB


TOYB

TBLE

TELB

TNLP

TEMP

TEND

TGMA

TIBR

TKNO

TMAR

TMCP

TLPP

TPIS

TRFO

TRIS

TRNA

TRPL

TUPY

TARP






UGPA

UNIP

UOLL

USIM



VALE

VAGV

VCPA




WEGE

WHRL

WISA





Voltar para: Palpites Ações
[Valid RSS]