domingo, 2 de novembro de 2008

Imposto de Renda

Se eu vender minha ação e depois recomprar no mesmo dia é DT? Como é que fica a situação quanto ao IR?

É DT. Agora vamos ver como é que fica a situação do IR. Vamos fazer uma conta rapidinho. Vc comprou uma ação ontem por 100 reais e vendeu hoje por 110 reais e depois recomprou por 108 reais, ainda hoje. A conta certa é essa: COMPRA DIA 1: 100 VENDA DIA 2: 110 COMPRA DIA 2: 108 Como houve compra/venda no mesmo dia, vc tem que pagar DT em cima disso. Então vc ganhou 2 reais nissa história. Sua posição acionária fica assim: Lucro de 2 reais; Preço médio para o futuro mantém os 100 reais. Isso é o jeito certo. O jeito q as pessoas normalmente imaginam é assim (errado): COMPRA DIA 1: 100 VENDA DIA 2: 110 COMPRA DIA 2: 108 Ora, eu vendi minha ação de 100 reais por 110, então eu tive um lucro de 10 reais. Recomprei a ação a 108 e por isso eu tenho um PM de 108 reais. Agora vamos ver o que acontece se vc vender sua ação a 110 reais, no dia 3. Do jeito que é feito normalmente você teve um lucro de 10 reais (lembre-se que seu PM é de 10 reais). Do jeito q vc normalmente faz a conta vc teve um lucro de 2 reais (seu PM era de 108 reais). Agora vamos somar toda a historinha. Do jeito certo vc teve um lucro de: 2 reais de DT + 10 reais de operação normal = 12 reais. Do jeito errado vc teve um lucro de: 10 reais de op normal + 2 reais de uma outra op normal = 12 reais. Moral da história, o lucro é o mesmo, só que a forma de recolhimento do IR é diferente. Do jeito q as pessoas normalmente pensam o IR aqui seria de 0,15 * 12 reais. Do jeito certo seria de 0,15 * 10 reais + 0,20 * 2 reais.

A declaração do IR das operações de venda de ações segue algumas regras as quais veremos a seguir:

• Somente se aplica sobre operações de venda no mercado à vista superiores a R$ 20.000,00 no período de um mês corrente. • Somente se recolhe imposto com o valor maior que R$ 10,00. Se for menor, soma-se a impostos nos meses posteriores. • Sobre o lucro são descontados os custos de corretagem e emolumentos, além dos prejuízos anteriores. • Taxa de 20% em operações Day-Trade (operações de compra e venda no mesmo dia), sendo 1% na fonte. • 15% na venda de ativos no mercado a vista, sendo 0,005% na fonte. • O recolhimento é feito via DARF (código 6015). • Deve ser pago até o último dia útil do mês subseqüente ao da apuração. Vamos a um exemplo prático para ficar mais fácil à compreensão: • Suponhamos que o valor líquido das vendas que você efetuou no mês de agosto/2007 foi de R$ 23.845,12 (operações diárias apenas). • O seu lucro operacional foi de R$ 1.348,33. No mês anterior teve um prejuízo de R$ 53,25. Pagou de corretagem R$ 283,15, de emolumento R$ 42,05 e já teve de imposto retido R$ 15,85. Qual será o valor do IR a ser pago até 31/setembro/2007? • Como R$ 23.845,12 é maior do que R$ 20.000,00 é obrigatório recolher o valor do Imposto de Renda se for maior que R$ 10,00. • R$ 1.348,33 (lucro operacional) – R$ 283,15 (corretagem) – R$ 42,05 (emolumento) – R$ 53,25 (prejuízo anterior) = R$ 969,88 (lucro bruto). • Valor a recolher = R$ 969,88 x 15% = R$ 145,48 – R$ 15,85 (IR retido na fonte) = R$ 129,63 (valor a pagar). • Como R$ 129,63 é maior do que R$ 10,00. Terá de ser recolhido este montante até o dia 31/setembro/2006. Day Trade só se considera quando você compra e vende o mesmo papel no mesmo dia.

Posso compensar prejuízo acumulado no mercado a vista com lucro em day-trade ?

Não

Minha dúvida é a seguinte: Sou isento para declarar IR (meus ganhos anuais não o minimo exigido para declarar). Este mês vendi em ações mais de 20000, também sou obrigado a pagar os (15% ou 20% não sei ao certo) sobre meu lucro via Darf ? também sei que uma quantia fica retida na corretora... como faço esse calculo ?

Sim, meu amigo, tem que contribuir pro molusco! 15% sobre o rendimento obtido. Sua corretora pode lhe fornecer mais informações como preencher o Darf. 

Qual é o código para Daytrade?

21699 - agssilva - 18/Nov/2009 21:02
para que faz uns DT de vez em quando:
O que não falta é site e posts por aí dizendo que o código de recolhimento
do DARF no DT é 8468. Bem é sim, mas apenas para as CORRETORAS. O contribuinte deve recolher usando o código 6015.
Para verificar isso é só tentar usar o Sicalc da receita e lançar o código 8468. O resultado é que o vencimento cai no terceiro dia útil da semana posterior ao fato gerador. Pela legislação o contribuinte o vencimento ocorre no último dia útil do MÊS posterior ao fato gerador.
Isso faz muita diferença pricipalmente se você atrasou no pagamento do imposto.
Legislação dúbia, permitindo interpretações conflitantes. Os "ilustres" legisladores passam meses " discutindo e trabalhando arduamente" para no final entregar a sociedade um texto mal acabado.

Eu preciso discriminar na declaração cada operação de compra e venda realizada durante todo o ano, ou não?

1785 - danieljoseaa - 19/Fev/2009 19:19
"Small, Paulo ou quem puder me esclarecer essa dúvida,"
"Em relação ao imposto de renda, sei que só pagamos se tivermos vendido com lucro acima de 20k por Mês, mas mesmo isso não tendo acontecido eu preciso discriminar na declaração cada operação de compra e venda realizada durante todo o ano, ou não?"

1787 - sergio74 - 19/Fev/2009 19:46
"Sim, precisa discriminar todas as vendas, mês a mês. Não precisa discriminar as compras que não foram vendidas, só o preço médio final dos ativos em carteira que virou o ano."

Se eu comprar R$ 10.000,00 em ações no dia 1 e vender por R$ 15.000,00 no dia 15, atingirei o limite?

1794  - castilhoprado - 19/Fev/2009 23:51
"Também não entendo muito bem essa questão do imposto, alguém poderia explicar, por favor?"
Eu li o artigo da Bovespa (http://www.bovespa.com.br/Investidor/Juridico/050720NotA.asp) mas não entendi bem.
"O limite de R$ 20.000,00 é movimentação financeira ou venda? Se eu comprar R$ 10.000,00 em ações no dia 1 e vender por R$ 15.000,00 no dia 15, atingirei o limite?"

1795 - danieljoseaa - 19/Fev/2009 23:56
20 mil de venda com lucro.

1796 - pig1000 - 20/Fev/2009 00:03
"Duvidas sobre Imposto de Renda, entrem no Forum abaixo. Informaçoes boas e confiaveis."
http://br.advfn.com/p.php?pid=fbb_thread&bb_id=11&id=1182583&from=1

2682 - ZecaSan - 20/Mar/2009 13:34
citação: paulorizzicitação: claubiacmmattos
obrigado pelo link.
"ou seja,se voce tiver tido lucro em uma operacao com mais de 20.000 paga imposto.se tiver ganho com menos de 19.999,99 nao precisa nem dar satisfacao."
certo?
abracos a todos.
"Sim, a CADA MES, se o volume VENDIDO for inferior a R$ 20.000,00 vc pode esquecer os eventuais lucros/prejuízos."
"No que se refere a declaração de bens, eu declaro ativo por ativo, e o que aconteceu durante o ano (de seu valor de aquisição em 31DEZ ano anterior, para o seu valor de aquisição no ano base, incluindo lucros/prejuízos)."
"Boa tarde, paulorizzi!Eu imaginava que os prejuízos poderiam ser deduzidos em meses subsequentes mesmo nos casos em que o total das alienações mensais fosse inferior a 20 mil reais.Mas pelo que eu entendi do que vc escreveu nos meses cujas vendas somaram prejuízos e cujo montante total das mesmas seja menor do que 20 mil não haveria como deduzir este prejuízo de lucros futuros em meses subsequentes?Eu achava que a lei referia-se apenas ao pagamento de IR em casos de alienações mensais acima de 20 mil.Mas eu nunca vi escrito que não se poderia compensar perdas em casos de alienações com prejuízo abaixo de 20 mil."

2690 - paulorizzi- 20/Mar/2009 15:53
Desculpe-me. Não fui claro. O que eu queria dizer é que se as vendas mensais forem menores do que R$ 20 mil não é necessário o preenchimento da ficha de Renda Variável. Para a compensação de prejuízos não há o limite dos R$ 20 mil. Basta colocar o prejuízo na ficha que a compensação é feita automaticamete quando um lucro for reportado. 

Fiz os cálculos e percebi que os prejuízos obtidos no ano anterior estão lançados errados. Tem que retificar a minha declaração?


Sim, as declarações devem ser retificadas.

Posso pagar no mesmo DARF 20% de IR referente a FII e day trade

149825 - padrinho -  24 Set 2012, 19:24
Paga separado....se o pessoal da RF encontrar alguma inconsistência na tua Declaração de Ajuste vai ficar muito mais fácil demonstrar a origem dos IR´s pagos.

O pagamento de IR sobre venda de cotas de FIIs é de 20% sobre o lucro ou há imposto retido que deverá ser descontado


150450 - paulo_prof -  28 Set 2012, 23:46
Em princípio, as corretoras não deveriam recolher imposto sobre vendas de FIIs. Infelizmente, as minhas corretoras colocam ações e FIIs no mesmo saco, inclusive para efeito da isenção dos R$ 20 mil. Se vendo R$ 19 mil em ações e R$ 2 mil em FIIs, as minhas corretoras acabam descontando o IR porque o total ultrapassou os R$ 20 mil. Não deveria. As vendas de FIIs deveriam simplesmente serem ignoradas e os R$ 20 mil deveriam ser monitorados somente em vendas envolvendo ações.

Enfim ... é uma zona ...

Eu acabo descontando todo o imposto recolhido, seja sobre vendas de ações, ou sobre vendas de FIIs, do imposto devido sobre os lucros com ações. Em conseqüência, sempre pago os 20% sobre lucros com FIIs cheios, i.e., sem qualque compensação.

Qual é o código para o preenchimento do darf para ações e para FII?

6015

164839 - robertoha -  29 Jan 2013, 14:24
Citação: kknove
Bom dia, alguém sabe informar qual o código que deve ser usado no Darf relativo a lucros na venda de FIIS? E a alíquota??? Obrigado!
o código é 6015, o mesmo usado na venda de ações e a aliquota é de 20 % sobre o lucro e não há isenção para vendas até 20 mil reais


Deveria ter pago ontem um DARF referente à venda de um FII. Qual o cód de receita devo informar e como calcular a multa e os juros de 1 dia?

154713 - small caps - 01 Nov 2012, 16:00
tem um programinha no site da Receita que calcula automaticamente. Acredito que é um tal de Sicalc... mas não tenho certeza porque este eu nunca usei...

154718 - uqaz -  01 Nov 2012, 16:02
Confirmo, é o sicalc mesmo. Ele calcula eventuais juros de mora.
Se não me engano ATÉ 20% do devido.

154760 - paulo_prof - 01 Nov 2012, 18:31
O código é 6015.
No site http://www.receita.fazenda.gov.br/Pagamentos/darf/sicalc.htm
baixe o programa sicalc, instale e gere o DARF. O programa calcula multa/juros automaticamente

Realizei um lucro com FII de R$15,68. Os 20% de imposto ficam em R$3,13. Baixei o SICALC para pagar o imposto mesmo com atraso e quando fui imprimir a Darf apareceu uma mensagem dizendo que o valor mínimo para emissão é de R$10,00.O que eu devo fazer? Não vou precisar pagar isso por enquanto?Quando devo efetuar esse pagamento?


154836 - ghfranco -  02 Nov 2012, 00:55
Calote, até onde entendo, você deve pagar o que ficou devendo, se menor que o mínimo de emissão, quando e somente quando houver outra soma a ser paga que, conjuntamente, ultrapasse o valor mínimo.

Creio que não dá para fazer o imposto de ações e fiis, quando devido, na declaracao anual sem o pagamento de multa e juros. Sempre deve ser feito até o fim do mês seguinte. Quando devido e não feito neste período, sempre incide multa e juros. Tou respondendo de cabeça, sugiro continuar pesquisando, o site da Receita é suficientemente esclarecedor. E o programa SICALC faz as vezes.

154844 - small caps - 02 Nov 2012, 01:45
calote, a resposta está aqui:

Valor mínimo para pagamento do DARF
Escrito por: Paulo Carvalho
Bookmark:
O valor a ser pago via DARF, quando for inferior a R$ 10,00 deve ser recolhido futuramente, devendo ser incorporado ao valor à pagar em um próximo recolhimento. Ou seja, em um mês que o valor for inferior a R$ 10,00, você deverá adicionar ao próximo pagamento, caso os valores somados continuem sendo inferiores a R$ 10,00, deve se somar os valores até ser maior ou igual a R$ 10,00

Segue a orientação da receita federal:

Não há uma dispensa de recolhimento de imposto de renda e sim uma prorrogação do momento de seu recolhimento, pois, tendo em vista ser vedada a utilização de Darf para pagamento de imposto de valor inferior a R$10,00 (dez reais), o valor apurado como devido que for inferior a essa quantia não deve ser recolhido no respectivo prazo; entretanto, deve ser adicionado ao imposto de mesmo código, correspondente a recolhimentos de períodos subseqüentes, até que o total acumulado seja igual ou superior a R$10,00 (dez reais), quando, então, deve ser pago ou recolhido no prazo estabelecido na legislação para esse último período de apuração (Lei nº 9.430, de 1996, art. 68, § 1º).

https://www.investbolsa.com.br/Tributacao/post/2008/11/26/Valor-minimo-para-pagamento-do-DARF.aspx

154889 - fazambuj -  02 Nov 2012, 12:55
FII paga 20%. Deves pagar 20% sobre o lucro e calcular a correção com o Sicalc. Não esqueça de incluir os custos de corretagem e os custos da bolsa e o iss na apuração do lucro. Se os 15,68 for o (preço de venda)*(número de cotas) - (preço de compra)*(número de cotas), então ao incluir a corretagem provavelmente estarás no prejuízo. Ao pé da letra, é isso que deves fazer.
Ia quase esquecendo: deves adicionar esse imposto aos outros impostos de renda variável para pagar. Caso inferior a R$10, não pode pagar até o último dia do mês subsequente. Deves ir adicionando o imposto devido, sem correção alguma, aos próximos impostos de renda variável, até que o montante a ser paga seja igual ou superior a R$10.
Não esqueça, também, que de abater do imposto a ser pago os impostos retidos na fonte.
Se o imposto devido é de R$20, mas teve R$1,00 retidos na fonte no mês todo devido a outras operações de renda variável, então R$1,00 já foi pago antecipadamente e, portanto, o imposto a ser pago em DARF é de R$19,00

Com relação a DARF de day-trade de ações, qual programa devo usar para calcular o valor e gerar a darf? Também funciona com valor mínimo de R$10,00 para gerar a Darf?


154848 - small caps -  02 Nov 2012, 01:52
A receita não oferece o programinha para fazer o cálculo mensal. Tem que ser na unha ou achar um dos serviços pagos que calculam pra vc.

Até onde eu sei, para qualquer tributo, vale o minimo de R$ 10,00 por DARF.

Dúvida hipotética!se em um dia comprei 2 lotes preços
9080
e vendi somente 1 lote por 85
ocorre dai 2 possibilidades para efeito de imposto de renda daytrade
a)compra de 1 lote a 80 e venda de 1 lote a 85 tive lucro de 5 e pago 20% de imposto
b)compra de 1 lote a 90 e venda por 85 prejuizo de 5 não pago nenhum imposto daytrade e ainda carego prejuizo da operação para abater um próximo mês
minha duvida é ,eu que escolho qual operação a casar ? ou obrigatoriamente é a primeira compra com primeira venda de mesma quantidade? ou é pelo ordem de data em que são feitas as operações ? ou ainda em caso de varias compras e uma unica venda se é obrigado a calcular o preço médio das compras pra casar com a venda? qual é o metodo oficial e se a gente pode declarar usando alguns destes outros?


154881 - ede566 -  02 Nov 2012, 11:060
Eu faria pelo preço medio, mas não me siga que não sei se estou certo.
a bovespa diz que é a primeira compra com a primeira venda ,mas queria saber se se pode declarar usando estes outros modos ,e se a receita cuida isso de primeira compra com primeira venda , ou se pode usar os outros métodos alternativos de casar a compra com a venda em daytrade ? alguem regula isso ou cada um faz como quer já que é a pessoa física responsável por calcular e recolher o imposto.

154884 - MuadibGV - 02 Nov 2012, 11:52
Para a receita é a primeira compra com a primeira venda (no seu exemplo compra a 90 e venda a 85). Creio que a maioria das corretoras pega o preço médio de compra e o preço médio de venda (no seu exemplo ambos 85) e a partir daí calcula o imposto de renda retido na fonte de 1%. Se fosse você pegava a nota de corretagem e declarava/considerava o mesmo que a corretora.

154892 - fazambuj - 02 Nov 2012, 13:34
O método de apuração do custo de aquisição é o do preço médio. Se comprou 1 lote por 80 em um dia, comprou 1 lote por 90 outro dia, então o preço médio de compra é de 85. Assumindo que os custos de aquisição estão inclusos nesse preço (corretagem, iss, emolumentos e liquidação, e outros, como financeiros, no caso de utilização de conta margem).
Para daytrade o negócio é diferente. No daytrade, o método é o PEPS (Primeiro que entra é o primeiro que sai). Vou dar um exemplo do Itau.
Compra de Itau por 28,95. No mesmo dia, o papel derrete até 28,10. Então, mais uma compra da mesma quantidade por 28,10 usando a conta margem. Venda dessa mesma quantidade por 28,45. Vou usar o exemplo com 2000 ações e supondo R$20 de corretagem. Custos de liquidação, emolumentos e iss inclusos:

C 2000 @ 28.95
C 2000 @ 28.10
V 2000 @ 28.45

O daytrade feito foi o de compra por 28.95 (primeiro que entra) e venda por 28.45 (primeiro que sai), resultando em prejuízo apenas contábil de 1769.35 para daytrade, restando a posição de 28.10 como sendo a de operação não daytrade.

158136 - calbeto -  25 Nov 2012, 06:14Tenho uma dúvida relativa a declaração de IR que me persegue há muito tempo e gostaria de saber com os colegas se estou interpretando corretamente.
Certamente muitos aqui além de terem as suas esposas declaradas como dependentes no IRPF ao mesmo tempo administram uma carteira de ações para elas em separado, no nome e CPF da própria esposa. Ocorre que na declaração de IR, na seção de demonstrativo de renda variável não há um campo em separado para se registrar as operações em bolsa para dependentes, como acontece no programa para outros tipos de rendimentos. Ao longo do tempo venho driblando essa lacuna no programa sempre realizando no mês operações que não ultrapassem o limite de 20.000 de vendas que a obrigariam a preencher o tal demonstrativo, sendo que venho informando esses rendimentos isentos na linha 16 da respectiva seção, onde há previsão para dependentes. A Receita Federal obriga a quem realize operações em bolsa a fazer a declaração de IR, mesmo que não tenha renda e tenha um único mês a informar. Isso vem atrapalhando a minha forma de gerir a carteira de minha esposa pelo temor de ter que declarar essas operações em bolsa em uma declaração independente para ela, acarretando, com isso, a perda das deduções que posso obter na minha declaração. Além de não poder vender ações acima do limite mensal, o que dá para contornar, o pior é não poder operar com fundos imobiliários na carteira dela, tendo em vista que esses ativos nem têm a vantagem da isenção e têm que pagar o imposto na venda, o que obrigaria a informar numa declaração em separado.
Quem está na mesma situação e tem alguma sugestão a fazer?

calberto, uma vez que especificamente na ficha de rendimentos de FIIs não há a possibilidade de separar o rendimento do titular e do dependente, efetivamente não há muito o que fazer ... 

O mais simples seria evitar ter cotas de FIIs na carteira de sua esposa ...

Considerando, entretanto, que a sorte está lançada, acho que a única forma seria

a) pagar o IR devido a lucros na alienação de cotas de FIIs de sua esposa de forma separada (DARF no CPF dela);

b) declarar (na ficha de FIIs da seção de Renda Variável) a soma dos ganhos líquidos, seus e de sua esposa, e a soma dos impostos pagos;

c) explicar, na discriminação do ítem, na declaração de bens, que mes tal houve uma venda de cotas no CPF do dependente, o lucro da qual foi somada ao lucro de venda de cotas do titular, por falta de opção no formulário ...

Possivelmente, na próxima declaração de ajuste esta "falha" seja sanada. O importante, de fato, é pagar o imposto devido no CPF do dependente. Deixa o problema da declaração de ajuste para depois

158642 - calbeto -  29 Nov 2012, 07:50
Valeu pela colaboração, mas acho que não vou poder concordar com você. Essa linha 11 que vc mencionou, equivale à linha 8 para o titular, ambas da ficha RENDIMENTOS SUJEITOS À TRIBUTAÇÃO EXCLUSIVA/DEFINITIVA, onde costumo informar apenas os juros sobre capital próprio das ações. Veja o que diz o tutorial da Receita:

"Outros rendimentos recebidos pelo titular (especifique) - linha 08
Informe os valores líquidos (rendimento menos imposto) não especificados nas linhas anteriores, tais como:
- prêmios em dinheiro, bens ou serviços obtidos em loterias, sorteios, concursos, corridas de cavalos, e no âmbito de programas de concessão de crédito voltados ao estímulo à solicitação de documento fiscal na aquisição de mercadorias e serviços;
- benefícios líquidos resultantes da amortização antecipada, mediante sorteio, dos títulos de capitalização;
- benefícios atribuídos a portadores de título de capitalização nos lucros da empresa emitente;
- juros pagos ou creditados individualmente a titular/sócio/acionista de pessoa jurídica, a título de remuneração do capital próprio;
- os benefícios recebidos e as contribuições resgatadas, relativas a planos de previdência complementar, e o valor tributável (diferença positiva entre o montante recebido, inclusive no caso de resgate, e a soma dos respectivos prêmios pagos) recebido em decorrência de cobertura por sobrevivência em apólices de seguros de vida (Vida Gerador de Benefício Livre - VGBL), caso o contribuinte tenha optado pelo regime de tributação exclusiva na fonte previsto nos arts. 1º e 2º da Lei nº 11.053, de 29 de dezembro de 2004;
- outros rendimentos tributados exclusivamente na fonte, não relacionados."

Nessa mesma ficha de tributação exclusiva existe uma linha, a 5, onde o programa transporta os dados informados no demonstrativo de renda variável, tanto de ações quanto de FIIs. Veja o tutorial:

"Ganhos líquidos em renda variável (bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhados e fundos de investimento imobiliário) - linha 05
Transportado pelo programa do Demonstrativo de Apuração de Ganhos - Renda Variável.
Ganhos líquidos menos o imposto pago."

E, assim como não existe um demonstrativo separado para dependentes, também não existe uma linha dessa para dependentes.

Penso que não teria sentido a Receita exigir uma discriminação pormenorizada das operações em Bolsa do titular e permitir uma simples informação resumida das operações do dependente.

161248 - Luiz_84- 20 Dez 2012, 22:35Meu pai, emprestou-me, informalmente, ou seja, pago a ele quando posso,uma parcela. Como eu declaro no IR? Pergunto, pois esse dinheiro eu investi e está me dando algum retorno, então acredito que devo ter que lancá-lo em algum lugar...

161268 paulo_prof -  20 Dez 2012, 23:37
Declare o empréstimo (dívidas e ônus reais) e declare os seus rendimentos.

Quando/se vc pagar, reduza o valor emprestado.

161428 - Luiz_84 - 22 Dez 2012, 22:49Esse ano de 2013 será o primeiro que terei que declarar as ações que possuo, entretanto, não sei como.
Então, gostaria de uma ajuda.
Por exemplo, possuo 500 ações da Vale, 500 da PETRO, 1000 da BBAS, 500 da EZTC, nenhuma vendi acima de 20.000,00. Onde tenho que declará-las no programa do IRPF? BENS E DIREITOS? Ou não preciso declarar nada, pois não vendi nada acima de 20.000,00



164841 - adriano_dl -  29 Jan 2013, 14:31
Alguém sabe dizer se tem diferença da aliquota para os fundos imobiliários com final B?

164861 - tetzner -29 Jan 2013, 16:53
 não, 20% lucrou pagou

Juros Sobre Capital Creditados e Não pagos onde lanço?

170270 - renatosp  -  05 Mar 2013, 00:09
Pessoal,
Uma dúvida no IR:
Os Juros Sobre Capital Creditados e Não pagos onde lanço?

O extrato sugere lançar em Bens como Créditos devidos pela Pessoa Jurídica mas não encontro este campo!!!

170271 - danieljoseaa -  05 Mar 2013, 00:12
Bens e direitos, código 99(outros bens e direitos)

Ao declarar as ações em custódia, em 'Bens e Direitos', é preciso informar detalhadamente o nome da empresa e seu CNPJ

170296 - padrinho -  05 Mar 2013, 01:09
Citação: alesl
Citação: Ikki de Phoenix
Amigos, uma ajuda por favor.
Ao declarar as ações em custódia, em 'Bens e Direitos', é preciso informar detalhadamente o nome da empresa e seu CNPJ, ou posso fazer simplesmente assim: "Ações da empresa x. Quantidade y"?
Como vcs fazem?
Obrigado.

Ikki, informo qtdade X de ações da empresa a um custo Y.
Nao coloco o CNPJ nao.
Pelo menos até hoje nunca fui questionado pela receita.
Farei o mesmo neste ano.
Descrevo tudo direitinho: Empresa/ CNPJ/número de ações/PM. Quando existe bonificações/grupamentos/reduções de capital (se exuberante)/novas compras e vendas descrevo e ajusto o que precisar realativo ao PM e número dde ações. Tudo bem descrito pra não dar chance para dúvidas lá pro auditor da RF.

Caso: Calculando IR sobre ações

170564 - renatosp -  05 Mar 2013, 22:36
Estou perdido na declaração do IR e gostaria de ajuda. Agradeço antecipadamente.

Em 2010 declarei, em um determinado mês, prejuízo em ações de R$2.593,42. Nos meses em que tive lucro, sempre vendi abaixo de R$20 mil.

Em 2011 declarei, em um determinado mês, prejuízo em ações de R$967,00. Nos meses em que tive lucro, sempre vendi abaixo de R$20 mil.

Em 2012 tive lucro em 2 meses e prejuízo em 1 mês mas vendi, nestes meses, acima de R$20 mil:
Abril: prejuízo R$256,25
Maio: lucro R$1.915,00
Novembro: lucro R$8.908,00

Em nenhum dos meses acima mencionados recolhi o IR conforme estabelecido.

O que fazer agora?

170568 - rappdav -  05 Mar 2013, 22:43
Para o lucro de maio vc não deveria ter pagado IR, pois tinha prejuízo a compensar. Já novembro deveria ter pago. Compense o restante do prejuízo do lucro de novembro e pague o IR.

Baixe o programa SICALC da Receita e preencha os dados. O programa calcula multa e juros e gera o DARF pra vc pagar.
http://www.receita.fazenda.gov.br/pagamentos/darf/sicalc.htm

170618 - seleto -  06 Mar 2013, 00:53
o prejuizo de abril deve ser descontado do lucro dos meses subsequentes. Se vc declarou os prejuizos em 2010 e em 2011 eles devem aparecer na sua declaraçao de 2012 como prejuizo acumulado se vc declarou no campo de venda de açoes mensal, então teria este prejuizo tambem a compensar.

Não recolhi o imposto de renda quando obtive lucro em FII, o que eu faço?

172479 - eduardocairo -  13 Mar 2013, 02:43
Pessoal, quero uma ajuda de vocês. Adquiri 02 cotas do BBPO11 no seu lançamento, ao preço dos R$ 100,00 e vendi dias depois por R$ 116,00. A questão é que acabei não recolhendo o imposto de renda em cima desse lucro final até o final do mês de Janeiro. E agora, o que eu faço? Devo gerar o documento e pagar assim mesmo, mesmo tendo passado o prazo do mês subsequente? Tenho que incluir essa informação na minha declaração do IR? Se sim, de que forma devo declarar? Grato

172496 - paulo_prof -    13 Mar 2013, 13:11
Como o seu lucro foi de R$ 32,00, o IR seria R$ 6,40.

Este valor está abaixo do limite mínimo estabelecido para pagar um DARF. Portanto, vc deve deixar acumular (lucros com FIIs ou ações) até que vc possa preencher um DARF acima do limite mínimo.

Valor mínimo para o pagamento do DARF
Declaração da carteira de Ações
Declaração de Dividentos e JSCP

172714 - eduardocairo -   14 Mar 2013, 00:59
Muito obrigado Prof. pela resposta. Aproveitando a oportunidade, vou abusar mais um pouquinho. Esse valor mínimo para o pagamento do DARF é de quanto? Nunca li nada sobre isso antes. Outra coisa: Tenho uma carteira com média de 18 ativos que mantenho, não costumo relizar vendas, e quando as faço, o valor é bem inferior aos R$ 20.000,00 mensais. Sendo assim, sou obrigado ainda a declarar toda a minha carteira de ativos do dia 31/12/12 na minha declaração do IR? Se sim, por qual motivo e qual vantagem posso tirar com isso? Os dividendos e JSCP recebidos durante o ano de 2012 sou obrigado a citar na minha declaração? Fico com essas dúvidas pois nunca declarei nada nestes 04 anos de bolsa. Porém como a carteira vem aumentando, fiquei preocupado. Agradeço a quem puder me ajudar na resolução destas dúvidas crueis, rs.

172731 - paulo_prof -  14 Mar 2013, 02:00
Era R$ 10,00 ... mas se mudou não me culpe!

Na Declaração de Bens, eu separo ativo por ativo, mas há quem simplesmente lista as ações que tem num único ítem, colocando o valor pago na aquisição do conjunto de ações possuídas em 31DEZ.

No que se refere a Dividendos e JCP também declaro, ação por ação, dividendos nos Rendimentos Isentos e JCP nos Rendimentos Tributados Exclusivamente na Fonte.

172733 - padrinho -  14 Mar 2013, 02:06
A RF determina que qualquer PF com investimento em Renda Variável preste contas na Declaração de Ajuste do IRPF. Independente do valor da carteira!


O correto teria ter feito a declaração dos anos passados com as ações lá em Bens e Direitos e lançar os Lucros isentos nos Rendimentos Isentos. Deveria ter também lançado os dividendos e JSCP nos devidos campos.


O risco maior é um belo dia você liquidar integralmente sua posição (por um motivo sei lá qual) e se ela for relevante haverá um "sinal" dado a RF. Você já imaginou como compraria um bem de valor relevante vendendo somente ações e como lançaria isto na sua Declaração Anual??? Como se daria esta variação patrimonial???

É de pensar em retificar, apesar do trabalho que daria, se a sua carteira tem um valor financeiro mesmo que pequenamente relevante. Prepararia e evitaria menos complicações futuras.

Dicas pro teu IR:
http://www.bradescocorretora.com.br/static_files/Corretora/PDF/IR/iroperacoesvista.pdf


176254 - renatosp -  27 Mar 2013, 23:57
Pessoal,

Uma dúvida cruel na declaração do IR em Renda Variável:

Tenho prejuízo de meses passados a compensar.

E um determinado mês obtive lucro porém a alienação neste mês foi abaixo de R$20.000,00. Na declaração informo este lucro isento no mercado à vista para compensar o prejuízo ou deixo igual a Zero e somente compenso quando a venda for superior aos R$20.000,00?

Segunda pergunta, quando o valor da venda no mês for inferior a R$20.000,00, o lucro deve ser lançado em Rendimentos Isentos e Não Tributáveis, correto?

Agradeço vosso suporte já que pretendo entregar a declaração antes da chegada do coelho da Páscoa.

Para fins de pagamento de imposto de renda, deve ser considerada a data em que o papel foi negociado na bolsa ou a da data da efetivação do pagamento.
346522 - dnainvest -  27 Jan 2018, 18:01
No Brasil o Código Tributário Nacional estabelece que o fato determinante do Nascimento do Fato Gerador do Imposto é o da realização da Compra/Venda da Ação (Regime de Competência) e não o Dia do pagamento/recebimento (regime de caixa),isto é o que a lei estabelece,entretanto por comodidade muitos aqui no forum segue o regime de caixa e a receita até o momento não proibiu este procedimento.No exemplo acima vendas em 31 de Maio realmente devem ser somadas com as outras do mês de Maio não só para o efeito da isenção mas também para o pagamento do imposto até 30 de Junho seguinte.Eu sigo o que Estabelece o C.T.N. (Código Tributário Nacional) para não deixar margem para a receita no Futuro querer cobrar a diferença pelo uso do regime de caixa !

346528 - paulo_prof -  28 Jan 2018, 02:39
O Código Tributário Nacional. LEI Nº 5.172, DE 25 DE OUTUBRO DE 1966, em sua Seção IV (Imposto sobre Operações de Crédito, Câmbio e Seguro, e sobre Operações Relativas a Títulos e Valores Mobiliários), estabelece:

Art. 63. O imposto, de competência da União, sobre operações de crédito, câmbio e seguro, e sobre operações relativas a títulos e valores mobiliários tem como fato gerador:

...

IV - quanto às operações relativas a títulos e valores mobiliários, a emissão, transmissão, pagamento ou resgate destes, na forma da lei aplicável.

Ou seja. NÃO parece que o Código estabelece de forma inequívoca quando nasce o fato gerador ... de acordo com o Código, pode ser qualquer coisa ... PAGAMENTO inclusive ... quem determina é a LEI APLICÁVEL!

No que tange o status atual do que dispõe a Lei Aplicável, confesso que não sei. Até 2010, para pessoas físicas com toda a certeza, prevalecia o regime de Caixa ... mas pode ter mudado.

346532 - Paturi -  28 Jan 2018, 14:35
ALIENAÇÃO DE AÇÕES EM BOLSA —LIQUIDAÇÃO NO MÊS

SUBSEQUENTE

704—No caso de alienação de ações em pregão ao final de determinado mês, que resulte em liquidação financeira da operação no mês subsequente, quando ocorre o fato gerador e qual o momento do recolhimento do imposto?

Sendo o ganho líquido sobre renda variável uma modalidade de ganho de capital, a sua tributação segue as mesmas normas de apuração e tributação do ganho de capital. Assim, no caso de alienação de ações na Bolsa de Valores, tendo em vista que a liquidação financeira não ocorre na mesma data da operação, o fato gerador do imposto ocorrerá na data do pregão, sendo a tributação diferida para o momento da liquidação financeira.

Desse modo, para efeitos de apuração do limite de isenção, considera se a data do fato gerador (data do pregão). A data da liquidação servirá como parâmetro para a retenção do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte (pela corretora) e para a contagem do prazo para recolhimento do imposto devido, ou seja, o imposto devido deverá ser recolhido até o último dia útil do mês subsequente ao da liquidação financeira.

(Decreto nº3.000, de 26 de março de 1999

–Regulamento do Imposto sobre a Renda

–RIR/1999, arts. 117, § 4º, 140, 760 e 770; Lei nº11.033, de 21 de dezembro de 2004, art. 3º, inciso I) na pergunta 704 ...está a resposta.

http://idg.receita.fazenda.gov.br/interface/cidadao/irpf/perguntao

346507 - Crisco79 -  26 Jan 2018, 19:17
1) O direito à isenção considera a Data da Operação: vendas em 31 de maio, por exemplo, devem ser somadas às outras vendas de maio. Caso o valor seja inferior a R$ 20.000, você está isento de IR no lucro das operações normais.

2) O prazo para pagamento do IR considera a Data de Liquidação: operações executadas em maio, porém só liquidadas em junho, poderão ser pagas até o último dia útil do mês seguinte, no caso julho. Junto com as demais operações liquidadas em Junho.

Note que isso pode resultar na situação estranha de o investidor ter que pagar IR em ações, mesmo estando isento no mês anterior. Isso acontecerá porque na realidade o investidor estará pagando o imposto referente as operações executadas dois meses antes, porém só liquidadas no mês anterior..

fonte:https://blog.bussoladoinvestidor.com.br/qual-data-...



Dúvidas dos Foruns do Small Caps

Ações Boas pagadoras de dividendos
Ações de baixa liquidez
After Market
Análise Fundamentalista X Análise Técnica
Aplicações
Aplicação em Small Caps
Daytrade
Diversificação Setorial
Previdência Privada
Provisão de Devedores Duvidosos
PSR
Qual a melhor forma investir na bolsa?
Qual o valor mínimo para começar a investir?
Recomendações
Recompra de Ações
Retirada de Custódia
ROE
Sistemas
Subscrição e Bonificação
Stop
Vencimento de Opções
Venda a Descoberto
Vender com prejuízos
Vender para abater IR ou fazer Preço M
VGV = Valor Geral Vendido
Volume de uma ação
Como minimizar pagamentos de Imposto de Renda



Veja os melhores Comentários do Forum do Small Caps


ABC Brasil (ABCB) Abyara (ABYA) Aços ALtona (EALT)
Aços Vilares (AVIL) Aes Tiete (GETI) Afluente (AFLU)
Agrenco (AGEN) Alfa Financa (CRIV) Alfa Invest (BRIV)
All (ALLL) Alpagartas (ALPA) Ambev (AMBV)
Aracruz (ARCZ) Amazônia (BAZA)
B2W (BTOW) Bahema (BAHI) Banco do Brasil (BBAS)
Banco Indusval (INDL) Banestes (BEES) Battistela (BTLL)
Bardella (BDLL) Barinsul (BRSR) Baumer (BALM)
Bematech (BEMA) Besc (BSCT) BicBanc0 (BICB)
BMFBovespa (BVMF) Brascan Res (BISA) Braskem (BRKM)
Brasmotor (BMTO) BR Brokers (BBRK) BR Malls (BRML)
Bradesco (BBDC) Bradespar (BRAP) BRF (PRGA)
Brookfield (BISA)

Banese (BGIP)
BRB Banco (BSLI)

Brasil Telec (BRTO)
Bombril (BOBR)
Cacique (CIQU) Cambuci (CAMB) CC Des Imob (CCIM)
CCR Rodovias (CCRO) Ceb (CEBR) Cedro (CEDO)
Celesc (CLSC) Celpe (CEPE) Cemig (CMIG)
Cesp (CESP) Chiarelli (CCHI) Cia Hering (HGTX)
Clarion (CLAN)
Coelce (COCE)
Cobrasma (CBMA)
Company (CPNY) Comgás (CGAS) Confab (CNFB)
Contax (CTAX) Copasa (CSMG) Copel (CPLE)
Coteminas (CTNM) Cosan (CSAN) CPFL Energia (CPFE)
CR2 (CRDE) Cremer (CREM) Cyre ON (CCPR)
Cyrela (CYRE)


Cruzeiro do Sul (CRCZ)
CSN (CSNA)


Cetip (CTIP)

CSU Cardsyston (CARD)

Cemar (CMGR)
Daycoval (DAYC) Dimed (PNVL) (Panvel) Dixie Toga(DXTG)
Doc Imbituba (IMBI)

Duratex (DTEX)
Drogasil (DROG) Dufray (DUFB)


Ecodiesel (ECOD) Elekeiroz (ELEK) Elektro (EKTR)
Eletrobras (ELET) Eletropaulo (ELPL) Emae (EMAE)
Embraer (EMBR) Encorpar (ECPR) Energia do Brasil (ENBR)
Energisa (ENGI) Equatorial (EQTL) Estrela (ESTR)
Eternit (ETER) Excelsior (BAUH) Eucatex (EUCA)
Even (EVEN) Eztec (EZTC)
Ferbasa (FESA) Fer Heringer (FHER) Fibam (FBMC)
Forja Taurus (FJTA) Fosfertil (FFTL) Fras Le (FRAS)



Gafisa (GFSA) Gazola (GASO) General Shopping (GSHP)
Gerdau - GGBR Globex (GLOB) Gol (GOLL)
Gp

Investimentos (GPIV)
GPC Part (GPCP) Gradiente (IGBR)
Grazziotin (CGRA) Grendene (GRND) Guarani (ACGU)
Guararapes (GUAR)

Habitasul (HBTS) Haga (HAGA) Helbor (HBOR)
Hercules (HETA) Hotéis Othon (HOOT) Hypermarcas (HYPE)
Ideiasnet (IDNT)
Ienergia (IENG) Iguaçu Café (IGUA)
Iguatemi (IGTA) INDS Romi (ROMI) Inepar (INEP)
Inpar (INPR) Investur (IVTT) Iochpe-Maxion (MYPK)
ItauUnibanco (ITUB)

Irani Cel (RANI)
Itaúsa (ITSA) Itautec (ITEC)


JB Duarte (JBDU) JBS (JBSS) Jereissati (MLFT)
JHSF Part (JHSF) Josapar (JOPA)
Klabin Segall (KSSA)

Klabin (KLBN)
Kepler Weber (KEPL)

Karsten (CTKA)
Kroton (KROT)
Laep (MILK) Le Lis Blanc (LLIS) Light (LIGT)
LLX (LLXL) Localiza (RENT) Log-in (LOGN)
Lojas Americanas (LAME) Lojas Renner (LREN) Lupatech (LUPA)
Magnesita (MAGG) Mangels INDL (MGEL) Marcopolo (POMO)
Marisa (MARI) Marisol (MRSL) Marfrig (MRFG)
M Dias Branco (MDIA) Medial Saúde (MEDI) Mendes Junior (MEND)
Merc Brasil (BMEB) MetalFrio (FRIO) Metal Leve (LEVE)
Metisa (MTSA) MG Poliest (RHDS) Millenium (TIBR)
Minerva (BEEF) Minupar (MNPR) MMX Miner (MMXM)
Mont Aranha (MOAR)

Mundial (MNDL)
MPX Energia (MPXE)

Mutiplus (MPLU)
MRV (MRVE)

Nadir Figueiredo (NAFG) Natura (NATU)

Net (NETC)
Odontoprev (ODPV)

OHL Brasil (OHLB)

OSX Brasil (OSXB)
Pão de Açúcar (PCAR) Paranapanema (PMAM) Par Al Bahia (PEAB)
Paraná (PRBC) Panamericano (BPNM) Petrobras (PETR)
Pettenati (PTNT) Pine - PINE Plascar (PLAS)
Porto Segur0 (PSSA) Positivo (POSI) Profarma (PFRM)
Providência (PRVI)

PortoBello (PTBL)
Pronor (PNOR) Per Manguinnhos (RPMG)
Randon (RAPT) Recrusul (RCSL) Renar (RNAR)
Renner Part (RNPT) Riosulense (RSUL) Rodobens (RDNI)
Rossi Resid (RSID) Redecard (RDCD)
Sabesp (SBSP) Sanepar (SAPR) Sansuy (SNSY)
Santander (SANB) Santanense (CTSA) São Martinho (SMTO)
Saraiva (SLED) Savarg (VAGV) Schlosser (SCLO)
Seb (SEBB) Shulz (SHUL) SLC Agrícola (SLCE)
Sofisa (SFSA) Spring (SGPS) Sulamerica (SULA)
Sultepa (SULT)

São Carlos (SCAR)
Starup (STRP) Suzano Papel (SUZB)
Tectoy (TOYB) Tegma (TGMA) Tekno (TKNO)
Telebras (TELB)
Telemar (TNLP) Telemar NL (TMAR)
Telemig Part (TMCP)
Telesp (TLPP) Tempo (TEMP)
Tenda (TEND) Terna Part (TRNA) Tractebel (TBLE)
Tran Paulist (TRPL) Trafo (TRFO) Trisul (TRIS)
Triunfo Part (TPIS)

Tarpon (TARP)
Tupy (TUPY) Tivit (TVIT)
Ultrapar (UGPA) Unipar (UNIP) UOL (UOLL)
Usiminas (USIM)

Vale (VALE)

Varig (VAGV)
VCP (VCPA) Visanet (VNET)
Weg (WEGE) Wetzel (MWET)

Wiest (WISA)

Whirlpool (WHRL) WLM Ind Com (SGAS)


Yara Fertilizantes (ILMD)



Setores

Alimentos

Autopeças

Água e Saneamento

Bancário

Bebidas


Construção e Engenharia

Consumo e Comércio


Educacional

Elétrico

Embalagens

Financeiros

Fertilizantes


Holding



Industrial e Comércio



Máquinas e Equip

Madeira

Materiais Diversos

Mineração



Papel e Celulose

Petróleo e Gás


Químico



Rodoviário



Saúde

Siderúrgico

Sulcroalcoleiro

Tecnologia e Informática

Telefonia

Têxtil e Calçados

Transporte





Voltar para: Palpites Ações

Forum do Small Caps

CLASSIFICAÇÃO POR CÓDIGOS

ABCB

ABYA

ACGU

AFLU

AGEN

ALLL

ALPA

AMBV

AVIL




BAHI

BALM

BAUH

BBAS

BBDC

BBRK

BDLL

BEEF

BEES

BEMA

BICB

BISA

BMTO

BPNM

BRAP

BRIV

BRKM

BRML

BRSR

BSCT

BTLL

BTOW

BVMF

BMEB

BGIP

BSLI

BOBR

BAZA

BRTO


CAMB

CBMA

CCHI

CCIM

CCPR

CCRO

CEBR

CEDO

CEPE

CESP

CGAS

CGRA

CIQU

CLAN

CLSC

CMIG

CNFB

COCE

CPFE

CPLE

CPNY

CRDE

CREM

CRIV

CSMG

CSNA

CARD

CTAX

CTIP

CTNM

CTSA

CYRE

CRCZ

CTKA

CIEL

CMGR

DAYC

DROG

DUFB

DTEX

DXTG


ECOD

EALT

ECPR

EKTR

ELEK

ELET

ELPL

EMAE

EMBR

ENBR

ENGI

EQTL

ESTR

ETER

EUCA

EVEN

EZTC


FBMC

FESA

FFTL

FHER

FIBR

FJTA

FRAS

FRIO





GASO

GFSA

GETI

GGBR

GLOB

GOLL

GPIV

GPCP

GRND

GSHP

GUAR


HBTS

HAGA

HBOR

HETA

HGTX

HOOT

HYPE






IDNT

IENG

IGBR

IGTA

IGUA

ILMD

IMBI

IMCH

INDL

INEP

INPR

ITEC

ITUB

ITSA

IVTT




JBDU

JBSS

JHSF

JOPA



KSSA

KEPL

KROT

KLBN



LAME

LEVE

LIGT

LLIS

LLXL

LOGN

LREN

LUPA





MAGG

MARI

MDIA

MEDI

MTIG

MTSA

MGEL

MILK

MLFT

MMXM

MNPR

MOAR

MPXE

MRVE

MNDL

MRFG

MRSL

MWET

MYPK

MEND

MPLU




NAFG

NATU

NETC




ODPV

OHLB

OSXB




PCAR

PEAB

PFRM

PINE

PLAS

PMAM

PNOR

PNVL

POMO

POSI

PRBC

PRGA

PRVI

PSSA

PTNT

PTBL



RANI

RAPT

RCSL

RDCD

RDNI

RENT

RHDS

RPMG

RNAR

RNPT

ROMI

RSID

RSUL

SANB

SAPR

SCLO

SEBB

SBSP

SFSA

SGAS

SGPS

SHUL

SLCE

SLED

SMTO

SNSY

STRP

SULA

SULT

SUZB


TOYB

TBLE

TELB

TNLP

TEMP

TEND

TGMA

TIBR

TKNO

TMAR

TMCP

TLPP

TPIS

TRFO

TRIS

TRNA

TRPL

TUPY

TARP






UGPA

UNIP

UOLL

USIM



VALE

VAGV

VCPA




WEGE

WHRL

WISA





Voltar para: Palpites Ações
[Valid RSS]